Banner

Programação

13h
Credenciamento
Local: Hall do Auditório Miguel Ramalho (em frente ao gabinete da Direção do IFF campus Campos Centro)
Outros
14h
Quem usa um ponto aumenta um conto!
Marília Siqueira da Silva

Nesta oficina, apresenta-se a pontuação de forma dinâmica e criativa de modo a levar à compreensão de que, conforme um princípio linguístico universal defendido pela professora Inez Sautchuk, “nada na língua funciona sozinho”. Assim, um ponto, uma vírgula ou qualquer outro sinal de pontuação podem fazer toda a diferença no texto escrito. 

Minicurso
Roteiros para o ensino e a pesquisa de gêneros textuais e hipertextuais
Thiago Eugênio Loredo Betta

Este minicurso tem por objetivo apresentar um estudo sobre os Gêneros Textuais, a partir de um perspectiva bakhtiniana. Serão analisados gêneros hipertextuais como memes, twites, "textões", postagens e comentários em redes sociais em diálogo com textos produzidos nos suportes impressos. Os exercícios de análise serão realizados tanto pelo enfoque pedagógico, voltado para o ensino, quanto pela abordagem teórica, voltada para a pesquisa científica.

Minicurso
Contribuições teórico-metodológicas de Karl Marx e Friedrich Engels para a compreensão da literatura e da sociedade
Felipe Vigneron de Azevedo

A proposta do minicurso é apresentar brevemente o pensamento de Karl Marx e Friedrich Engels e de que modo é possível apropriar suas teorias para a compreensão da sociedade e do fenômeno literário. Para tanto, apresentaremos a influência de Hegel no pensamento da juventude oitocentista alemã, alguns conceitos centrais das obras desses dois pensadores e as consequências de suas teorias. Faremos um breve excurso pelas chaves gerais que conduzem a crítica literária até chegarmos à contribuição efetiva da crítica marxista.

Minicurso
Ensino de escrita ficcional: conto e poesia
Adriano Carlos Moura

Este minicurso tem como principal objetivo desenvolver estratégias para o ensino de escrita de textos de ficção com estudantes da educação básica. São apresentados exercícios práticos de escrita a partir de recursos estilísticos e estruturais que auxiliam o professor na criação de atividades que terão como resultados poemas e contos experimentais.

Minicurso
O dia em que o rotacismo pedalou na bicicreta de Craudio e deu tchau para o preconceito linguístico
Edinalda Maria Almeida da Silva

O minicurso pretende apresentar algumas reflexões sobre o fenômeno do rotacismo, especialmente na Baixada campista, a partir de algumas considerações: o rotacismo NÃO é erro, nem é engraçado; é preconceito. O português brasileiro NÃO possui  uma feição única. Nosso caldo étnico é temperado com carnes negras, índias e portuguesas NÃO nos permite um registro ‘puro’. Temos uma Língua linda e mestiça. Aliás, a fala não é uniforme nem mesmo entre os estreitos limites de uma única  família. A Gramática Normativa NÃO é a língua; é apenas uma descrição parcial da Língua. Entre os falantes, NÃO podemos estigmatizar os de pouca escolaridade, os do interior, os da periferia como responsáveis pelo rotacismo.

Minicurso
Figuras Retóricas: flores da argumentação
Hélia Coelho Mello

O propósito deste curso é destacar a importância da Retórica para a leitura de textos argumentativos por possibilitar o conhecimento de recursos que tornam possível a adaptação do discurso aos objetivos visados por seu enunciador. As figuras retóricas são recursos linguísticos que podem ser utilizados a serviço da persuasão já que seduzem o leitor pelo prazer da leitura (pathos), além de também servirem para tornar o argumento mais bem aceito, criando presença e estabelecendo comunhão. Por meio do conhecimento da força persuasiva das figuras retóricas, o leitor terá possibilidade de refletir sobre os objetivos do enunciador nos textos que lê; por isso, o uso persuasivo delas será ilustrado por diversos gêneros textuais no decorrer da abordagem teórica do minicurso.

Minicurso
16h
Cardápio Cultural
Emanuely canta "The story of my life" - Emanuely de Araujo Manhães Guimarães (2º período) / Cyntia declama José Basil e canta Marielza Tiscate - Cyntia dos Santos Jorge (5º período)
Outros
16h 30min
Comunicações Orais
Apresentação de trabalhos de pesquisa dos alunos do Curso de Licenciatura em Letras do IFFluminense

Apresentação de trabalhos submetidos à avaliação da Comissão Científica / Organizadora do evento.

Outros
18h
Cardápio Cultural
Relicário poético - Victor da Penha Miranda (8º período) / Luísa e Allan cantam “Vem logo me ver” - Luísa Barreto (7º período), Calebe Serafim Marques de Abreu (1º período) e Allan dos Santos Pontes (1º período)
Outros
18h 30min
Jornalismo e Literatura: Ficção e História
Palestrantes: Prof. Dr. Sérgio Arruda de Moura e Prof. Dr. Carlos Eugênio Soares de Lemos

Mediadora: Profª Ma.Talita Vieira Barros

Local: Auditório Miguel Ramalho

Mesa Redonda
Epígrafe
O menino Cinza – Fhelipe Santana Viegas (5º período)
Outros
20h
Cerimônia de Abertura
Local: Hall do Auditório Miguel Ramalho
Outros
20h 30min
Conferência de Abertura: Conceituando LÍNGUA como objeto de ensino: para além da função instrumental
Palestrante: Prof. Dr. José Carlos Azeredo

Local: Auditório Miguel Ramalho

Palestra
21h 30min
Lançamento de Livros
Local: Hall do Auditório Miguel Ramalho
Outros
14h
Roteiros para o ensino e a pesquisa de gêneros textuais e hipertextuais
Thiago Eugênio Loredo Betta

Este minicurso tem por objetivo apresentar um estudo sobre os Gêneros Textuais, a partir de um perspectiva bakhtiniana. Serão analisados gêneros hipertextuais como memes, twites, "textões", postagens e comentários em redes sociais em diálogo com textos produzidos nos suportes impressos. Os exercícios de análise serão realizados tanto pelo enfoque pedagógico, voltado para o ensino, quanto pela abordagem teórica, voltada para a pesquisa científica.

Minicurso
Contribuições teórico-metodológicas de Karl Marx e Friedrich Engels para a compreensão da literatura e da sociedade
Felipe Vigneron de Azevedo

A proposta do minicurso é apresentar brevemente o pensamento de Karl Marx e Friedrich Engels e de que modo é possível apropriar suas teorias para a compreensão da sociedade e do fenômeno literário. Para tanto, apresentaremos a influência de Hegel no pensamento da juventude oitocentista alemã, alguns conceitos centrais das obras desses dois pensadores e as consequências de suas teorias. Faremos um breve excurso pelas chaves gerais que conduzem a crítica literária até chegarmos à contribuição efetiva da crítica marxista.

Minicurso
Figuras Retóricas: flores da argumentação
Hélia Coelho Mello

O propósito deste curso é destacar a importância da Retórica para a leitura de textos argumentativos por possibilitar o conhecimento de recursos que tornam possível a adaptação do discurso aos objetivos visados por seu enunciador. As figuras retóricas são recursos linguísticos que podem ser utilizados a serviço da persuasão já que seduzem o leitor pelo prazer da leitura (pathos), além de também servirem para tornar o argumento mais bem aceito, criando presença e estabelecendo comunhão. Por meio do conhecimento da força persuasiva das figuras retóricas, o leitor terá possibilidade de refletir sobre os objetivos do enunciador nos textos que lê; por isso, o uso persuasivo delas será ilustrado por diversos gêneros textuais no decorrer da abordagem teórica do minicurso.

Minicurso
Ensino de escrita ficcional: conto e poesia
Adriano Carlos Moura

Este minicurso tem como principal objetivo desenvolver estratégias para o ensino de escrita de textos de ficção com estudantes da educação básica. São apresentados exercícios práticos de escrita a partir de recursos estilísticos e estruturais que auxiliam o professor na criação de atividades que terão como resultados poemas e contos experimentais.

Minicurso
Quem usa um ponto aumenta um conto!
Marília Siqueira da Silva

Nesta oficina, apresenta-se a pontuação de forma dinâmica e criativa de modo a levar à compreensão de que, conforme um princípio linguístico universal defendido pela professora Inez Sautchuk, “nada na língua funciona sozinho”. Assim, um ponto, uma vírgula ou qualquer outro sinal de pontuação podem fazer toda a diferença no texto escrito. 

Minicurso
O dia em que o rotacismo pedalou na bicicreta de Craudio e deu tchau para o preconceito linguístico
Edinalda Maria Almeida da Silva

O minicurso pretende apresentar algumas reflexões sobre o fenômeno do rotacismo, especialmente na Baixada campista, a partir de algumas considerações: o rotacismo NÃO é erro, nem é engraçado; é preconceito. O português brasileiro NÃO possui  uma feição única. Nosso caldo étnico é temperado com carnes negras, índias e portuguesas NÃO nos permite um registro ‘puro’. Temos uma Língua linda e mestiça. Aliás, a fala não é uniforme nem mesmo entre os estreitos limites de uma única  família. A Gramática Normativa NÃO é a língua; é apenas uma descrição parcial da Língua. Entre os falantes, NÃO podemos estigmatizar os de pouca escolaridade, os do interior, os da periferia como responsáveis pelo rotacismo.

Minicurso
16h
Cardápio Cultural
Herberty e Heverton cantam atualidades da MPB - Herbert Souza (2º período) / “Viver é poetizar” - Matheus Cardoso (2º período)
Outros
16h 30min
Comunicações Orais
Apresentação de trabalhos de pesquisa dos alunos do Curso de Licenciatura em Letras do IFFluminense

Apresentação de trabalhos submetidos à avaliação da Comissão Científica / Organizadora do evento.

Outros
18h
Cardápio Cultural
O show do inominável – Luísa Barreto (7° período), Calebe Serafim Marques de Abreu (1º período) e Allan dos Santos Pontes (1º período) / Para tudo existe um tempo determinado – Daiane Ludmila Queiroz da Silva
Outros
18h 30min
Dos livros ao mundo: o texto literário na escola
Sarita Erthal

Lidar com o texto literário em sala de aula, mesmo diante da certeza do seu valor, é um permanente desafio tanto para professores quanto para estudantes. Com o apelo da tecnologia digital e da valorização de uma cultura voltada para o consumo, a prática da leitura literária, em especial, dos clássicos, vem se tornando cada vez mais afastada do universo escolar, o que torna inviável a formação de um leitor competente, como preconizam os Parâmetros Curriculares Nacionais. Este minicurso objetiva promover a reflexão e o debate acerca da leitura do texto literário na escola. Após breve exposição de referencial teórico, experiências serão apresentadas a fim de fomentar ideias para novas práticas, que incentivem uma melhor interação entre texto e leitor, e propiciem a amplitude da sua leitura de mundo. 

Minicurso
“TIPO ASSIM” & CUM GRANO SALIS – Uma reflexão sobre o preconceito linguístico
Vania Cristina Alexandrino Bernardo

Partindo da tese de que a língua é um instrumento de poder e que suas realizações são traduzidas em variações linguísticas (tanto na norma culta quanto na coloquial), instauradas dentro de uma relação de força simbólica entre locutores, este minicurso visa promover uma discussão acerca desse “capital de autoridade” veiculado na comunicação (BOURDIEU, 1996), relacionando-o diretamente com as questões do Preconceito Linguístico (BAGNO, 2005). Seguindo a perspectiva da nova Dialetologia e da Geolinguística  Multidimensional, pretende-se, ainda, apresentar o resultado parcial de inquéritos linguísticos aplicados na Baixada Goitacá que compreende cinco distritos do município de Campos dos Goytacazes (RJ), a saber: Goitacazes, São Sebastião, Mussurepe, Tócos e Santo Amaro, cujo corpus pesquisado é uma das bases para a discussão do tema.

Minicurso
Estrutura e elementos do artigo científico como gênero textual acadêmico
Thiago Soares de Oliveira

O artigo científico é dotado de estrutura e elementos próprios que o tornam peculiar em comparação com outros gêneros acadêmicos tais como o ensaio, o relatório, etc. Dessa forma, a proposta do minicurso é abordar a organização dos elementos constituintes da estruturação do artigo a partir da observação e da análise de textos do gênero, os quais serão escolhidos a partir das linhas de pesquisa que integram o curso de Licenciatura em Letras, a saber: Estudos Linguísticos e Educação, Estudos Literários e Educação e Estudos Culturais e Educação.

Minicurso
A essencialidade da leitura na sala de aula
Ângela da Silva Gomes Poz

Muito se fala da gritante necessidade de formar leitores em nosso país. No entanto, mesmo diante dessa responsabilidade, a escola não tem conseguido cumprir eficientemente seu papel de "locus" principal para essa formação, visto que, na maioria das vezes, também a família, antes, não consegue desempenhá-lo. O que fazer? Quais as dificuldades que se apresentam aos educadores? Como superá-las? Por que é urgente trazer essa prática à sala de aula e como agir diante de tantos conteúdos a dar conta e tarefas a cumprir? Essas e outras reflexões serão abordadas neste minicurso, que objetiva despertar os acadêmicos de Letras e de outras licenciaturas para a urgência de formar leitores, especialmente de literatura, e qual a diferença que procedimentos da escola, nesse sentido, poderão causar na vida dos estudantes, dos docentes, da comunidade e de toda a sociedade.

Minicurso
Leitura de textos clássicos no Ensino Médio: como fisgar o leitor?
Aída Maria Jorge Ribeiro

O minicurso tem por objetivo apresentar possíveis estratégias aplicadas pelos docentes para incentivar os discentes à leitura de clássicos literários (muitas vezes considerados enfadonhos e desestimulantes), extremamente necessária à formação intelectual. A proposta terá por base a experiência da ministrante ao longo de vinte anos de profissão, passando, inclusive, pelo momento do processo de revolução tecnológica com o advento da internet e diversos recursos nesse ramo.

Minicurso
Acentuação gráfica: questões pré e pós-reforma ortográfica
Ana Lúcia Monteiro Ramalho Poltronieri Martins

Este minicurso visa abordar aspectos relativos à acentuação gráfica em língua portuguesa considerando os ditames do Novo Acordo Ortográfico, assino na década de 1990. Para tanto, faremos uma comparação entre a norma anteriormente vigente e a atual, a fim de demonstrar algumas mudanças na convenção ortográfica, bem como aplicações e usos. 

Minicurso
20h
Cardápio Cultural
Cantando à vida – Aiane Barreto da Silva (2º período)
Outros
20h 30min
Formação docente: Língua e Literatura
Palestrantes: Prof. Dr. Bruno Rêgo Deusdará Rodrigues e Profª Drª Leonor Werneck dos Santos

Mediadora: Profª Ma. Marília Siqueira da Silva

Local: Auditório Miguel Ramalho

Mesa Redonda
Epígrafe
"O poema nosso de cada dia nos dai hoje" - Thiago Yuri Gomes Miranda (5º período)
Outros
14h
Contribuições teórico-metodológicas de Karl Marx e Friedrich Engels para a compreensão da literatura e da sociedade
Felipe Vigneron de Azevedo

A proposta do minicurso é apresentar brevemente o pensamento de Karl Marx e Friedrich Engels e de que modo é possível apropriar suas teorias para a compreensão da sociedade e do fenômeno literário. Para tanto, apresentaremos a influência de Hegel no pensamento da juventude oitocentista alemã, alguns conceitos centrais das obras desses dois pensadores e as consequências de suas teorias. Faremos um breve excurso pelas chaves gerais que conduzem a crítica literária até chegarmos à contribuição efetiva da crítica marxista.

Minicurso
Roteiros para o ensino e a pesquisa de gêneros textuais e hipertextuais
Thiago Eugênio Loredo Betta

Este minicurso tem por objetivo apresentar um estudo sobre os Gêneros Textuais, a partir de um perspectiva bakhtiniana. Serão analisados gêneros hipertextuais como memes, twites, "textões", postagens e comentários em redes sociais em diálogo com textos produzidos nos suportes impressos. Os exercícios de análise serão realizados tanto pelo enfoque pedagógico, voltado para o ensino, quanto pela abordagem teórica, voltada para a pesquisa científica.

Minicurso
Figuras Retóricas: flores da argumentação
Hélia Coelho Mello

O propósito deste curso é destacar a importância da Retórica para a leitura de textos argumentativos por possibilitar o conhecimento de recursos que tornam possível a adaptação do discurso aos objetivos visados por seu enunciador. As figuras retóricas são recursos linguísticos que podem ser utilizados a serviço da persuasão já que seduzem o leitor pelo prazer da leitura (pathos), além de também servirem para tornar o argumento mais bem aceito, criando presença e estabelecendo comunhão. Por meio do conhecimento da força persuasiva das figuras retóricas, o leitor terá possibilidade de refletir sobre os objetivos do enunciador nos textos que lê; por isso, o uso persuasivo delas será ilustrado por diversos gêneros textuais no decorrer da abordagem teórica do minicurso.

Minicurso
Ensino de escrita ficcional: conto e poesia
Adriano Carlos Moura

Este minicurso tem como principal objetivo desenvolver estratégias para o ensino de escrita de textos de ficção com estudantes da educação básica. São apresentados exercícios práticos de escrita a partir de recursos estilísticos e estruturais que auxiliam o professor na criação de atividades que terão como resultados poemas e contos experimentais.

Minicurso
Quem usa um ponto aumenta um conto!
Marília Siqueira da Silva

Nesta oficina, apresenta-se a pontuação de forma dinâmica e criativa de modo a levar à compreensão de que, conforme um princípio linguístico universal defendido pela professora Inez Sautchuk, “nada na língua funciona sozinho”. Assim, um ponto, uma vírgula ou qualquer outro sinal de pontuação podem fazer toda a diferença no texto escrito. 

Minicurso
O dia em que o rotacismo pedalou na bicicreta de Craudio e deu tchau para o preconceito linguístico
Edinalda Maria Almeida da Silva

O minicurso pretende apresentar algumas reflexões sobre o fenômeno do rotacismo, especialmente na Baixada campista, a partir de algumas considerações: o rotacismo NÃO é erro, nem é engraçado; é preconceito. O português brasileiro NÃO possui  uma feição única. Nosso caldo étnico é temperado com carnes negras, índias e portuguesas NÃO nos permite um registro ‘puro’. Temos uma Língua linda e mestiça. Aliás, a fala não é uniforme nem mesmo entre os estreitos limites de uma única  família. A Gramática Normativa NÃO é a língua; é apenas uma descrição parcial da Língua. Entre os falantes, NÃO podemos estigmatizar os de pouca escolaridade, os do interior, os da periferia como responsáveis pelo rotacismo.

Minicurso
16h
Cardápio Cultural
As faces de Gullar - Elisângela Luiza Silva de Oliveira (7º período), Natalí de Oliveira Moreira (7º período) e Pedro Silva Goudard Cruz (8º período) / Aegyo – Barbara Viera Cardoso (4º período), Bianca Rangel Batista (4º período) e Jéssica Sanz Gomes Leal (4º período)
Outros
16h 30min
Estudos Linguísticos: Concepções de Gramática
Palestrantes: Prof. Dr. Marcos Luiz Wiedemer e Profª Drª Vanise Gomes de Medeiros

Mediador: Prof. Me. Thiago Soares de Oliveira

Local: Auditório Miguel Ramalho

Mesa Redonda
Epígrafe
Somos todos um povo – Soraya Pereira (4º período) e Gabriel Gomes Ferreira (4º período)
Outros
18h
Cardápio Cultural
Espaço do autor: Rafaela recita poesias de Laís Durães - Rafaela Vieira Costa (4º período)
Outros
18h 30min
Comunicações Orais
Apresentação de trabalhos de pesquisa dos alunos do Curso de Licenciatura em Letras do IFFluminense

Apresentação de trabalhos submetidos à avaliação da Comissão Científica / Organizadora do evento.

Outros
20h
Cardápio Cultural
Espaço do autor: Clara recita “Female” - Clara Viana de Jesus (4º período)
Outros
20h 30min
Encerramento: Espetáculo Teatral: Pessoas
O espetáculo poético-musical “ Pessoas” é uma releitura teatral e musical dos poemas mais conhecidos do poeta português, com versões que misturam jazz, rock, baião e blues. Os textos são interpretados pelo ator e poeta Adriano Moura e pelos músicos Matheus Nicolau, Tim Carvalho, Renato Arpoador.
Outros